Apontamentos do que vai mal por aqui, mas sem esquecer os elogios, se os houver!

21
Jul 08

Não vou generalizar porque seria injusto. Mas, já tenho feito bastantes viagens e considero que o atendimento na TAP poderia melhorar; tenho sempre a sensação que se acham muito superiores, há usualmente um ar de arrogância. Então hoje o contacto que estabeleci com o Call Center foi um excelente exemplo disso.

 

Primeiro, o tom é fundamental num contacto telefónico, senão começa tudo mal. Segundo, a teimosia, o ser-se complicado e a falta de informação arrasam de vez com qualquer satisfação por parte do cliente. Eu sei que se quero transportar um animal comigo tenho que o levar em determinadas condições, como o já fiz várias vezes, numa mala própria para animais. Contudo, a sra., coitada, teimou em embirrar com a mala e disse que tinha que ser transportada num contentor, entenda-se contentor rijo e que se eu tinha conseguido até ao momento transportar o meu bicho de outra forma era porque os colegas tinham sido benevolentes. Bem, então há muita gente benevolente e só ela é que cumpre todas as regras! Ora, no regulamento de transporte de animais da TAP nada fala em contentores rijos; fala, sim, simplesmente em contentores. Então e a mala não é um contentor? Um contentor não é algo que contém? Tal como nas leis, a definição de contentor peca por omissão.

 

Por outro lado, também há medidas máximas, o que se compreende, de modo a que o "contentor" possa caber no espaço mínimo a que temos direito, e, dadas as experiências anteriores, informei que as medidas da mala do meu animal eram as máximas. Ui, o que fui dizer! A sra. ainda ficou mais afectada (coitada, devia ser da azia!) e literalmente inventou que não havia limites máximos e que eu tinha que medir e blá blá blá. Pronto, tudo bem, se ela queria que eu medisse (mais uma vez) era só dizer com gentileza; não era preciso enervar-se daquela maneira. O problema é que me enervou também e faltas de educação não aturo eu! Além do mais, sendo uma mala, as dimensões não são fixas, uma vez que há possibilidade de rebaixar, apertar (o que nunca foi preciso fazer). Daí, qual a razão para tanta dificuldade? Ó minha sra, faça yoga!

 

P.S. - A questão das dimensões fica para outro post.

 

publicado por bloguedereclamacoes às 16:38
sinto-me: Enervada
música: Deixa-me rir - Jorge Palma

Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
19

23
24
25
26

28
29
30
31


arquivos
2008

Add to Technorati Favorites
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO